domingo, 9 de setembro de 2012

Conselho Superior do Ministério Público determina que a Promotoria de Barretos abra ação civil pública contra a prova de bulldog


Em decisão unânime, o Conselho Superior do Ministério Público determinou que a Promotoria de Barretos (423 km de SP) abra ação civil pública contra a prova de bulldog realizada durante a Festa do Peão de Boiadeiro de Barretos de 2011.
O objetivo é que a prova seja excluída definitivamente. Para o conselheiro e relator, Paulo Marco Ferreira Lima, há violência desnecessária contra os animais na prova.
Em junho, a promotora Adriana Nogueira Franco arquivou inquérito sobre o caso, argumentando falta de elementos para a proibição.
A abertura do inquérito foi motivada pela morte de um bezerro no ano passado, após ele sofrer lesão na coluna cervical durante a prova.
Um novo promotor será designado pelo conselho para o caso. A promotora foi procurada nesta quarta-feira (5) por telefone e não foi encontrada.
Após o arquivamento, houve dois recursos no conselho.
Um deles, do advogado Ricardo Lima Cattani, apresentou três laudos em que apontam os maus-tratos sofridos pelos animais.
A associação Os Independentes, que organiza a festa, disse que não foi notificada. Neste ano, os organizadores não realizaram a prova.

Fonte: Folha

Cesar Brosco quebrando o pescoço de um bezerro durante a prova Bulldog

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você irá apenas deixar o link do seu blog nem perca seu tempo,pois ele será deletado!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...