Cidade espanhola dá a gatos e cães direitos de cidadãos "não-humanos"

A prefeitura de uma pequena cidade na Espanha aprovou por unanimidade nesta quarta-feira (22) um projeto de lei que define que gatos e cachorros devem ser considerados "residentes não-humanos" e, portanto, devem ter direitos semelhantes aos de homens e mulheres, informou o diário britânico "The Independent".
Um dos itens da lei proíbe "qualquer ato que cause a mutilação e a morte de um residente não-humano". 
"Cães e gatos vivem entre nós  há mais de 1000 anos", disse Pedro Pérez Espinosa, prefeito de Trigueros del Valle, uma cidade com cerca de 330 habitantes.
"O prefeito deve representar não apenas os residentes humanos mas tem de estar lá para os outros também", afirmou o socialista, segundo o jornal. 
Grupos locais de proteção animal comemoraram a decisão.
"Hoje, estamos mais próximos como espécies e somos mais humanos graças à sensibilidade e à inteligência do povo de Trigueros del Valle", afirmou o grupo Rescate 1."É um grande dia para cidadãos humanos e não-humanos."

Comentários

Postagens mais visitadas