quinta-feira, 31 de março de 2016

Autópsia a 13 cachalotes mostra estômagos cheios de plástico

A autópsia a 13 cachalotes demonstrou o efeito que os resíduos humanos podem ter na vida animal marinha. Os mamíferos foram encontrados na costa de uma cidade alemã.
O plástico que os seres humanos descartam para o mar acaba muitas vezes nas bocas e estômagos dos animais marinhos, resultando muitas vezes na morte destes, informa o Telegraph.
Entre os resíduos encontrados conta-se uma rede de 13 metros ou um pedaço de plástico com 70 centímetros pertencente a um carro. No entanto, não é de crer que os animais tenham morrido por envenenamento de plástico, mas sim devido à fome.
Robert Habeck, ministro do ambiente de Schleswig-Holstein, afirmou que por vezes os animais “consomem plástico e resíduos de plástico que lhes causam sofrimento e, no pior dos casos, fazem com que eles morram de fome embora tenham os estômagos cheios”.
Uma publicação no Instagram mostra Robert Habeck a segurar a rede que foi encontrada dentro de um dos cachalotes.
Os cachalotes que deram à costa de Schleswig-Holstein — um dos estados federais da Alemanha — tinham entre 10 e 15 anos e pesavam à volta de 15 toneladas (um cachalote saudável pesa entre 32 e 41 toneladas).
Os especialistas suspeitam que, devido a tempestades no Oceano Atlântico, a fonte de comida dos cachalotes tenha migrado para o Mar do Norte, levando a que as baleias se tenham deslocado para essa rota. Chegados ao Mar do Norte, deverão ter-se encontrado em águas rasas e aí morreram à fome.
Em fevereiro deste ano, seis cachalotes deram à costa de Norfolk.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você irá apenas deixar o link do seu blog nem perca seu tempo,pois ele será deletado!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...